Cancelamento de títulos não deve interferir em resultado da eleição

0
348

O PT demonstrou preocupação com o cancelamento de 3,4 milhões de títulos eleitorais nesta eleição, já que a maioria deles é de cidades onde a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) venceu o pleito de 2014. Com isso, o Estadão Dados fez uma análise e concluiu que, se houver alguma interferência, ela será tão pequena que não vai prejudicar o resultado da eleição.

 

Como o número de títulos cancelados corresponde a cerca de 2% dos eleitores, em nenhuma das simulações feitas pelo grupo do jornal, o eventual prejuízo ao PT superaria 0,4% dos votos válidos. Até então, nunca houve uma eleição presidencial decidida por porcentagem igual ou menor a essa.

 

RECADASTRAMENTO BIOMÉTRICO

O motivo que levou a Justiça Eleitoral a cancelar títulos em 1.248 municípios do país foi o recadastramento biométricos nas cidades em que a mudança foi obrigatória de 2016 a 2018. Nesses municípios, os eleitores deveriam se dirigir a um posto credenciado para registrar suas impressões digitais. Assim, os que não se apresentaram até o prazo final perderam o direito de votar nesta eleição. Na Bahia, 586.333 mil títulos foram cancelados, maior índice entre os Estados

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here