95℅ das escolas e creches de Salvador estão paralisadas por conta da greve dos professores da rede municipal.

0
229

Os professores da rede municipal de Salvador chegam ao terceiro dia greve por reajuste salarial, segundo a diretora do Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Bahia, Elza Melo.

De acordo com a sindicalista, a categoria também pede à prefeitura reajuste do auxílio-alimentação, mudança no nível dos docentes e eleição para gestor escolar, que deveria ter ocorrido desde o final do ano passado.

“Não temos prazo para encerrar. Isso depende da negociação. Esperamos que a prefeitura atenda as nossas reivindicações”, afirmou Elza Melo, em entrevista.

A diretora da APLB fez questão de ressaltar que os pais dos alunos foram avisados que a partir de hoje não haverá aulas na rede municipal. “Tivemos esse cuidado de dialogar com a comunidade e os pais nos apoiam”, pontuou. Já o presidente da Central das creches do Brasil, Clériston Silva, declarou que as creches de educação infantil na primeira infância em Salvador, a partir desta quinta feira não abrirá as portas aderindo o movimento de greve deflagrado pela APLB Sindicato. Mais de 30 mil crianças a partir de amanhã não terá acesso às creches por conta da greve afirmo Clériston presidente da Central das creches.

Por: Redação. J/c

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here